Compreensões de estudantes e professores de uma escola pública de ensino fundamental sobre uso de crack na adolescência

Autores

  • Aglay Galvão Francelino
  • Paulo Henrique DiasQuinderé
  • Thalita Soares Rimes
  • Aline Teles de Andrade
  • Lourdes Suelen Pontes Costa Universidade Estadual do Ceará
  • Sonia Samara Fonseca de Morais

DOI:

https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i62p5038-5049

Palavras-chave:

Adolescência, Crack, Educação

Resumo

Objetivou-se compreender as representações de alunos e professores sobre o consumo de crack na adolescência. Trata-se de pesquisa-ação, realizada em escola pública no município de Fortaleza-CE, com doze estudantes e sete professores, de junho a agosto de 2015. Para coleta de dados, realizamos grupos focais com os estudantes e entrevistas com os professores, utilizando a técnica de gravação. Para análise dos dados, utilizamos a análise interpretativa dos desenhos produzidos nos grupos focais com base no referencial teórico de Jean Piaget. Para analisar as falas dos alunos e dos professores realizamos a transcrição na íntegra e seguimos a fenomenologia hermenêutica de Paul Ricoeur. Os resultados identificaram contradição entre as falas dos participantes: por um lado, uma reflexão diferente do que é construído socialmente a respeito do usuário, e, por outro, um discurso atrelado ao que veem na mídia e ao que vivenciam junto aos familiares que fazem uso de crack de forma desorganizada.

Biografia do Autor

Aglay Galvão Francelino

Mestre em Saúde da Criança e do Adolescente pela Univerdade Estadual do Ceará, Especialista em Saúde do Idoso pela Universaidade Estadual do Ceará, Bacharel em Enfermagem pela Universidade de Fortaleza.

Paulo Henrique DiasQuinderé

Psicólogo, Doutor em Saúde Coletiva, Prof. do curso de psicologia e do programa de pós graduação Mestrado Profissional em Psicologia e Políticas Públicas da Universidade Federal do Ceará - Campus Sobral.

Thalita Soares Rimes

Enfermeira. Mestre em saúde coletiva. Especialista em urgencia e emergência. Coordenadora do curso de enfermagem da faculdade vidal de limoeiro do norte.

Aline Teles de Andrade

Psicóloga, Especialista em Saude Mental pela Universidade Estadual do Ceará-UECE, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual do Ceará – UECE, Doutorando do Programa de Psicologia da Universidade Federal do Ceará – UFC.

Lourdes Suelen Pontes Costa, Universidade Estadual do Ceará

Mestre em Saúde Coletiva, Bacharel em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará.

Sonia Samara Fonseca de Morais

Enfermeira. Doutora em Saúde Coletiva pela UECE. Enfermeira Assistencial do Hospital Leonardo da Vinc.

Publicado

2021-03-01

Como Citar

Galvão Francelino, A. ., DiasQuinderé, P. H. ., Soares Rimes, T. ., Andrade, A. T. de, Pontes Costa, L. S. ., & Fonseca de Morais, S. S. (2021). Compreensões de estudantes e professores de uma escola pública de ensino fundamental sobre uso de crack na adolescência. Saúde Coletiva (Barueri), 11(62), 5038-5049. https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i62p5038-5049

Edição

Seção

Artigos Científicos