Saúde coletiva indígena e análises de depósitos tecnogênicos da comunidade Ikpeng: parque indígena do Xingu

Autores

  • Damiane Santos Cerqueira
  • Julio Cezar Rubin de Rubin
  • Marieli Basso Bolpato
  • Jefferson Carlos de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i62p5282-5293

Palavras-chave:

Gerenciamento de Resíduos, Cultura Indígena, Saúde de Populações Indígenas, Gestão Ambiental

Resumo

Objetivo: Caracterizar os depósitos tecnogênicos construídos na comunidade indígena Ikpeng, localizada no Parque Indígena do Xingu no nordeste Estado do Mato Grosso. Método: estudo transversal, quantitativo, descritivo e exploratorio realizado por meio de análises laboratoriais do solo em relação aos depósitos existentes quanto a característica, natureza e dimensão. Resultados: Indicam que os dejetos são formados principalmente por resíduos resultantes do estilo de vida da comunidade, destacando-se pilhas e embalagens. Nas análises microbiológicas do solo não foram evidenciadas presença de nematóides (parasitas) prejudiciais a saúde da população, porém, no que se refere a análise da microbiota de vida livre presente na superfície do solo apresentou quantidade siginifivativamente desses organismos que podem levar a doenças infecto-contagiosas. As análises químicas mostraram que os nutrientes: potássio, fósforo e zinco estão acima da média em todas as amostras.Conclusão: A presença depósitos tecnogênicos no solo podem futuramente poluir e fragilizar a saúde da população indígena.

Biografia do Autor

Damiane Santos Cerqueira

Mestre em Ciências Ambientais e Saúde pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Brasil. Enfermeiro de Campo na área assistencial de atenção primária junto as populações indígenas no Parque Índigena do Xingu.

Julio Cezar Rubin de Rubin

Doutor em Geociências pela UNESP (Rio Claro). Professor na Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Brasil.

Marieli Basso Bolpato

Enfermeira e Fisioterapeuta. Doutora em Saúde Pública pela Universidad Americana; Doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Brasil. Professora na Universidade Federal de Mato Grosso, MT, Brasil.

Jefferson Carlos de Oliveira

Enfermeiro, Mestre em Enfermagem pelo Centro Universitário São Camilo, Docente do Curso de Enfermagem e Pós-Graduação em Urgência e Emergência – Centro Universitário Anhanguera de São Paulo – Vila Mariana, São Paulo – SP.

Publicado

2021-03-01

Como Citar

Santos Cerqueira, D. ., Rubin de Rubin , J. C. ., Basso Bolpato, M. ., & Carlos de Oliveira, J. . (2021). Saúde coletiva indígena e análises de depósitos tecnogênicos da comunidade Ikpeng: parque indígena do Xingu. Saúde Coletiva (Barueri), 11(62), 5282-5293. https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i62p5282-5293

Edição

Seção

Artigos Científicos