Perfil clínico-epidemiológico dos acidentes ofídicos ocorridos no Brasil

Autores

  • Larissa Rachel Príncipe Azevedo
  • Kerolaine da Cruz Rodrigues
  • Valdenora Patrícia Rodrigues Macedo
  • Carolina Arruda de Faria

DOI:

https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i61p4876-4887

Palavras-chave:

Mordeduras de serpentes, epidemiologia, mordida de cobra, Serviços de saúde Pesquisa

Resumo

Objetivo. Analisar artigos científicos em periódicos on-line acerca dos aspectos epidemiológicos dos acidentes ofídicos no Brasil, para se obter melhores e mais precisas informações acerca do assunto. Método. Pesquisa descritiva delineada sobre uma revisão integrativa da literatura. Os passos foram: formulação da pergunta norteadora, busca de estudos em todas as bases de dados indexadas à BVS, SciELO e PubMed. Resultados. Foram localizados 105 artigos e 29 foram eleitos para coleta de dados. A maioria dos estudos foi na região Nordeste e Norte, durante o período de 2007 e 2011. Sobre as vítimas, a maior parte é do sexo masculino, reside em zonas rurais e está na faixa etária de 20 a 49 anos. Conclusão. O ofidismo ainda é um problema de saúde pública no Brasil que carece de estudos e ações voltadas ao tema a partir de seus fatores de risco e proteção associados, a fim de minimizar esse dano no cenário nacional.

Biografia do Autor

Larissa Rachel Príncipe Azevedo

Acadêmicas do curso de graduação em Medicina da Universidade Federal do Amazonas – UFAM/ISB, Coari, Amazonas, Brazil.

Kerolaine da Cruz Rodrigues

Acadêmicas do curso de graduação em Medicina da Universidade Federal do Amazonas – UFAM/ISB, Coari, Amazonas, Brazil.

Valdenora Patrícia Rodrigues Macedo

Docentes da Universidade Federal do Amazonas – UFAM/ISB, Coari, Amazonas, Brazil.

Carolina Arruda de Faria

Docentes da Universidade Federal do Amazonas – UFAM/ISB, Coari, Amazonas, Brazil.

Publicado

2021-02-01

Como Citar

Príncipe Azevedo , L. R. ., da Cruz Rodrigues, K., Rodrigues Macedo, V. P. ., & Arruda de Faria, C. . (2021). Perfil clínico-epidemiológico dos acidentes ofídicos ocorridos no Brasil. Saúde Coletiva (Barueri), 11(61), 4876-4887. https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i61p4876-4887

Edição

Seção

Artigos Científicos