Eficácia da prata tópica na redução da área de feridas infectadas - uma revisão sistemática

Autores

  • Andrey Victor Cabral Silva
  • Thaianne Fernanda Teixeira Caires

Palavras-chave:

Curativos, Prata, Feridas, Infecção, Epitelização

Resumo

Objetivo: Comparar os efeitos dos do uso de prata tópica versus curativos sem prata na redução da área de feridas infectadas. Tendo em vista o surgimento, nos últimos anos, dos curativos de prata no tratamento de feridas, tornando válido o levantamento das evidências sobre esse fato. Método: Este trabalho é uma revisão sistemática norteada pelas diretrizes do Prisma, utilizando a base de dados MedLine/Pubmed, SciELO e busca manual. Ensaios clínicos randomizados em inglês, português e espanhol foram incluídos, comparando tratamentos com prata tópica e sem prata na redução da exsudação da área de feridas infectadas. O CONSORT foi utilizado como método de avaliação da qualidade dos artigos, incluindo os com pontuação de pelo menos 70%. Resultados: foram encontrados quatro estudos que contemplam objetivos. Todos apresentaram superioridade em favor do uso de prata devido à diminuição da área da ferida. Os principais riscos de viés considerados são os de desgaste, publicação, detecção e desempenho. Conclusão: O tratamento com prata mostrou-se superior ao tratamento com curativos que não utilizam prata na redução da área lesada em queimaduras, feridas cirúrgicas, úlceras, pés diabéticos e infectados. Entretanto, estudos com maior valor amostral ainda são necessários para esclarecer uma melhor abordagem.

Biografia do Autor

Andrey Victor Cabral Silva

Estudante. Aluno de Medicina da Universidade Salvador. Departamento de Saúde.

Thaianne Fernanda Teixeira Caires

Estudante. Aluno de Medicina da FUNORTE - Faculdades Integradas do Norte de Minas. Departamento de Saúde.

Downloads

Publicado

2021-03-01

Edição

Seção

Artigos Científicos