Curativos de prata no tratamento de feridas exsudativas - uma revisão sistemática

Autores

  • Filipe Augusto Silva Leite
  • André Senna Araújo Brito

Palavras-chave:

Curativos, Prata, Feridas, Exsudato, Epitelização

Resumo

Objetivo: Comparar os efeitos dos curativos com prata versus curativos sem prata na redução do exsudato em feridas. Tendo em vista o surgimento, nos últimos anos, dos curativos de prata no tratamento de feridas exsudativas, tornando válido o levantamento das evidências sobre esse fato. Método: Este trabalho é uma revisão sistemática norteada pelas diretrizes do Prisma, utilizando a base de dados MedLine/Pubmed, SciELO e busca manual. Ensaios clínicos randomizados em inglês, português e espanhol foram incluídos, comparando curativos com prata e sem prata na redução da exsudação da ferida. O CONSORT foi utilizado como método de avaliação da qualidade dos artigos, incluindo os com pontuação de pelo menos 70%. Resultados: foram encontrados quatro estudos que compararam o uso de curativos de prata para reduzir a exsudação da ferida. Todos apresentaram superioridade em favor dos curativos de prata devido à diminuição do nível de exsudato. Os principais riscos de viés considerados são os de desgaste, publicação, detecção e desempenho. Conclusão: O tratamento com curativos de prata mostrou-se superior ao tratamento com curativos que não utilizam prata na redução da exsudação em queimaduras, feridas cirúrgicas, úlceras, pés diabéticos e infectados. Entretanto, estudos com maior valor amostral ainda são necessários para esclarecer uma melhor abordagem.

Biografia do Autor

Filipe Augusto Silva Leite

Estudante. Aluno de Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Departamento de Saúde.

André Senna Araújo Brito

Estudante. Aluno de Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Departamento de Saúde.

Downloads

Publicado

2021-03-01

Edição

Seção

Artigos Científicos